Como implementar o iPad compartilhado na sua escola

Female Teacher With Two Elementary School Pupils Wearing Uniform Using Digital Tablet At Desk
Versátil, poderoso e fácil de usar, o iPad sem dúvida representa o que há de melhor em tecnologia educacional. Afinal, todas as aulas ficam mais dinâmicas e produtivas, sem falar na imensa quantidade de apps e recursos oferecidos. Além disso, sua implementação é descomplicada – podendo ser feita de forma completamente remota – e é compatível com diversas configurações. Muitas escolas optam por utilizar o iPad compartilhado entre alunos da mesma turma – ou até de classes diferentes. Nesse sistema, mesmo que o dispositivo seja usado por mais de um estudante, as experiências de aprendizado são individualizadas. Isso porque, quando o aluno faz login, o aparelho retoma sua última sessão, disponibilizando os respectivos arquivos e atividades. Ou seja: para o estudante, é como se ele fosse o único usuário daquele dispositivo.

Como funciona o uso compartilhado do iPad?

Para implementar esse sistema, são utilizados o portal Apple School Manager e uma solução para gerenciamento de dispositivos móveis (MDM). Com esse combo, é fácil emitir IDs Apple Gerenciados e vinculá-los aos alunos da instituição. Da mesma forma, pode-se configurar quanto de armazenamento interno do iPad será destinado para cada usuário. Aliás, vale ressaltar que, para usar o modelo de uso compartilhado, o dispositivo deve ter ao menos 32 GB de armazenamento. Isso porque parte do espaço interno é reservado ao sistema operacional, apps e mídia. Confira os exemplos abaixo:
 

Número de usuários

Em ambos os exemplos, o iPad foi configurado para destinar espaço interno a cinco usuários diferentes. Porém, esse número pode ser maior, desde que respeitada a quantidade de armazenamento mínimo para cada um. No iPad de 32 GB, cada aluno deve ter acesso a pelo menos 1 GB de espaço. Já no dispositivo de 64 GB, o mínimo é de 2 GB.

 

Mais usos do iPad compartilhado com a sessão temporária

Além da configuração mostrada acima, é possível fazer uso de um modelo compartilhado sem a necessidade de IDs Apple Gerenciados. Ou seja, sem que o aluno precise fazer login para usar o dispositivo. Isso se dá através das sessões temporárias, ideais para alunos dos anos iniciais, por exemplo. Afinal, crianças pequenas muitas vezes ainda não estão aptas a lidar com informações como usuário e senha. Com as sessões temporárias, os dados são removidos quando o aluno encerra suas atividades. Assim, o iPad fica pronto para o próximo usuário – que pode usar um ID Apple Gerenciado ou uma sessão temporária. Quer saber como adotar a tecnologia Apple na sua escola? Então entre em contato agora mesmo com a iPlace Educacional e fale com um de nossos especialistas!
Foto: 1. iStock/ monkeybusinessimages | 2. Apple/Reprodução

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Veja também: