Criptografia: mais segurança para sua empresa com Apple

Através de avançados recursos de criptografia, os dispositivos Apple garantem máxima segurança para dados pessoais e corporativos

No mundo corporativo, os produtos e serviços Apple são conhecidos por sua eficiência e confiabilidade. Afinal, o uso desse ecossistema não apenas melhora a produtividade das empresas, como também garante alto nível de segurança digital. Tal padrão de excelência deve-se aos métodos de criptografia utilizados pela gigante de Cupertino em todos os seus equipamentos. É graças a essa tecnologia que os dispositivos Apple conseguem proteger dados pessoais e corporativos contra as ameaças virtuais.

 

Como funciona a criptografia Apple?

Os dispositivos da Apple vêm equipados com o Secure Enclave, um processador dedicado exclusivamente ao gerenciamento de chaves criptografadas. Trata-se, portanto, de uma peça de hardware separada do chip principal. Assim, não há como ser danificada nem acessada num eventual ciberataque. Consequentemente, todas as senhas utilizadas nos dispositivos Apple permanecem sempre protegidas.

Além do Secure Enclave, comum a todos os produtos Apple, cada dispositivo da marca traz camadas adicionais de segurança. O iPhone e o iPad utilizam uma metodologia de criptografia de arquivos batizada de Proteção de Dados. Esse recurso serve tanto ao sistema operacional e aos apps nativos quanto a aplicativos instalados posteriormente. A Proteção de Dados criptografa os arquivos individualmente, podendo gerar mais de uma chave para diferentes partes de um arquivo.

Já no Mac, o processo se dá através de um recurso distinto, porém igualmente seguro. Nesse caso, os dados são protegidos com uma tecnologia de criptografia de volumes chamada FileVault. Disponível em todos os dispositivos com macOS X 10.3 ou superior, o recurso usa um algoritmo para proteger volumes inteiros. Assim, diferencia-se da Proteção de Dados, que faz a criptografia individualmente para cada arquivo. Além disso, o FileVault consegue proteger volumes armazenados tanto do próprio Mac quanto em memórias removíveis.

Também vale lembrar que Mac, iPhone e iPad possuem recursos de segurança que controlam tudo que é executado no aparelho. Ou seja, além das camadas de criptografia, os dispositivos checam a confiabilidade de cada app antes de sua execução. Caso alguma irregularidade seja detectada, o aplicativo suspeito será impedido de funcionar. Assim, todos os dados pessoais e corporativos contidos nos dispositivos estarão sempre protegidos.

Quer conhecer em detalhes o alto nível de segurança digital do ecossistema Apple? Então entre em contato agora mesmo com a iPlace Corporativo e fale com um de nossos especialistas!

 

Foto: iStock/DragonImages

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Veja também: