Ligue 4020.7900

Ligue 4020.7900

Ligue 4020.7900

Dependência das redes sociais afeta pessoas e empresas

Em 4 de outubro de 2021, um “apagão” deixou as redes sociais do Facebook fora do ar por aproximadamente sete horas. Com isso, tanto WhatsApp quanto Instagram, Messenger e Facebook ficaram inacessíveis aos seus usuários. Porém, mais do que interromper bate-papos e publicações pessoais, o fato gerou grandes transtornos para empresas de todos os tamanhos. Ao mesmo tempo, notabilizou a situação de dependência, inclusive do mercado corporativo, em relação às redes sociais. Afinal, o apagão não afetou somente vendas, mas até mesmo bolsas de valores mundo afora, sem falar em outras consequências.

Apesar de não serem muito frequentes, essas falhas demonstram a importância de diversificar seus canais de comunicação pessoal e profissional. Principalmente porque o uso da tecnologia, em especial do smartphone, não é só uma praticidade, mas uma questão de sobrevivência. Aliás, a crise causada pelo coronavírus fez com que os brasileiros passassem ainda mais tempo na internet. Consequentemente, Facebook, WhatsApp e Instagram registraram crescimento expressivo no uso durante a pandemia. Inclusive, vale observar, pelos usuários com mais de 60 anos, segundo apontou uma pesquisa da Kantar.

Além disso, conforme a pesquisa O Impacto da pandemia de coronavírus nos Pequenos Negócios, 70% desses empreendimentos vendem online. Desse total, 84% se comunicam via WhatsApp; 54% via Instagram; e 51% pelo Facebook. Isso tanto para divulgar produtos e serviços quanto para engajar o consumidor e realizar negociações diretas com clientes. Logo, muitas pessoas e empresas não conseguiram fazer praticamente nada durante o apagão. Como se não bastasse, ficaram mais suscetíveis a episódios de estresse, ansiedade e impulsividade. Então, se você ou sua equipe passaram por isso, este é um bom momento para refletir sobre suas atividades online.

Tenha um plano B para driblar excessos nas redes sociais

Para que sua empresa não fique isolada em outros possíveis apagões nas redes do Facebook, desenvolver algumas estratégias é fundamental. Em primeiro lugar, é importante contar com um plano para ampliar, diversificar e consolidar a presença online do seu negócio. Por exemplo: um site institucional é o canal digital com maior domínio e liberdade para sua empresa. Além disso, a partir dele é possível manter um blog e até uma loja virtual de maneira exclusiva e personalizada. Outro diferencial capaz de alavancar os negócios online é dispor de um aplicativo próprio. Desse modo, sua empresa terá canais diretos com o público e não ficará inteiramente dependente das redes sociais.

Ao mesmo tempo, é importante investir na captação de clientes online a partir da qualificação de leads. Nesse sentido, recursos como newsletter e e-mails personalizados ampliam e reforçam sua rede de canais de comunicação digital. Além disso, sua empresa pode criar seus próprios podcasts para cativar o público-alvo. Inclusive, o áudio é mais um formato de conteúdo em ascensão no mercado. Simultaneamente, mantenha-se atualizado sobre redes sociais alternativas e emergentes. Isso porque diversas plataformas acabam crescendo vigorosamente em momentos de instabilidade das concorrentes. Foi o caso do Telegram, por exemplo, durante o apagão que afetou o WhatsApp.

Portanto, não deixe de marcar presença no Google Meu Negócio e de experimentar apps como TikTok, Kawaii, Youtube e Clubhouse. Ainda assim, não há como fugir das redes sociais do Facebook. Afinal, é lá que boa parte do público se encontra. Porém, lembre-se que, para gerenciar todos estes canais digitais, é necessário contar com organização, criatividade, atenção, equilíbrio e, principalmente, foco. Sobretudo para que o tempo utilizado nestas redes não seja motivo para baixas na produtividade, estresse ou até mesmo burnout.

Algumas estratégias pessoais

Certamente, as redes sociais podem gerar diferentes tipos e níveis de dependência em seus usuários. Por isso, aposte em recursos nativos da Apple, como o Tempo de Uso, para gerenciar o acesso a sites e apps – tanto em sua rotina profissional quanto pessoal. Outra dica é desativar notificações desnecessárias em seus dispositivos ou, ainda, apostar no modo Foco do iPhone. Afinal, o segredo está principalmente no equilíbrio de tudo.

Você também pode incentivar clientes, colaboradores e seguidores a compartilharem estratégias de saúde mental, principalmente em períodos de alta demanda. Aliás, alternativas para controlar as emoções, manter o foco e atingir o estado de flow são sempre bem-vindas.

Por fim, tão importante quanto diversificar a presença online de seu negócio é investir em segurança digital para sua empresa. Para tanto, garanta mais produtividade, confiabilidade e segurança com um ambiente Apple personalizado para suas necessidades. Para mais detalhes, entre com contato com a iPlace Corporativo e fale diretamente com um de nossos especialistas.

Foto: iStock/scyther5

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Veja também: